Diário de bordo de Luiz Jr. Fernandes

Costa Rica - minhas primeiras impressões

Como conhecer os melhores lugares de um continente tão pequeno e tão vasto em cultura, fauna e flora, turismo de aventura, sítios arqueológicos e tudo mais que a América Central reserva aos seus visitantes? É simples! Você deve fazer sacrifícios! Conheça as primeiras impressões da Costa Rica e o que vem por aí!

Encontre o Post!

Translate it to any language:

Últimos posts

Depois de cruzar caminhando, com minha mochila nas costas, uma das mais bizarras fronteiras que já poderia ter cruzado até então em minha vida, conseguimos locar uma VAN que nos levaria até a cidade mais próxima da fronteira para conseguir entender o verdadeiro signifacado da expressão Pura Vida e por que todos falavam isso quando dizia que estava indo para a Costa Rica. O lugar tão aguardado era Puerto Viejo de Talamaca, a cidade que eu me hospedaria por uns quatro dias antes de seguir meu caminho rasgando a América Central de chicken bus.

Meu tempo nesse país foi muito menor do que eu havia planejado. Sinceramente eu pretendia ficar mais de uma semana por lá, mas o tempo foi apertando, os dias foram passando muito rápido, eu ainda tinha Nicarágua, Honduras, Guatemala e El Salvador até voltar ao Brasil; vale lembrar para aqueles que não acompanham o Blog que essa viagem teve início lá na Colômbia, e que já relatamos aqui todo o trajeto desde Bogotá até o presente momento em que cruzei a fronteira que liga o Panamá á Costa Rica via Guabito.

E o que poderia esperar de um país tão pouco divulgado no meu Brasil? Antes mesmo de viajar, tentando planejar meu mochilão de 2 meses pela América Central, sofri ao extremo em busca de informações práticas e diretas sobre esse continente, mas infelizmente na época a viajosfera era ainda uma criança no assunto (2008) e creio que ainda está engatinhando no tema América Central. Todo material que consegui para apoiar as minhas decisões nesse mochilão foi encontrado em sites gringos. E eu também optei muito por deixar as coisas acontecerem naturalmente. Eu queria descobrir a América Central do meu jeito, ao meu tempo, e assim o fiz e agora tenho imenso prazer em relatar tudo por aqui, no meu diário de bordo e compartilhar dos resultados disso com todas as pessoas que interagem comigo, seja via comentários, twitter, facebook ou sinais de fumaça, o que vale é a interação!

E logo ao adentrar o território da Costa Rica fui surpreendido por algo que eu já havia lido em meus planejamentos. Esse país em um dos maiores produtores de banana das Américas. Esse fruto foi trazido da Ásia pelos colonizadores espanhóis e se adaptou muito bem nas regiões de floresta tropical densa dessa região da América Central e virou febre. Campos e mais campos de plantações de bananas foram avistados desde a fronteira com o Panamá até as proximidades de Puerto Viejo.

Bananais nas beiras das estradas adentrando a Costa Rica
Primeiras impressões - Costa Rica é produtora fortíssima de banana

E volto a indagar. O que eu poderia esperar, ao adentrar o território dessa nação de um país tão pouco explorado e divulgado em língua portuguesa?! Eu esperava encontrar lindas praias, totalmente caribenhas (tá neim tanto quanto as da República Dominicana, ou ainda as de Cuba), esperava que o país me surpreendesse com relação ao turismo ecológico de aventura, afinal, eu estava na Costa Rica, um dos países com maior biodiversidade na América Central. Eu queria ver bichos, praias fantásticas assim como eu já havia visto no Panamá, eu queria mais da América Central, que até então já havia se revelado tão pequena e tão vasta para mim e meus amigos, que eu ainda esperava mais dessa experiência. E a cada kilômetro que eu adentrava, mais surpresas me aguardavam.

Costa Rica - belezas naturais são destaques nas primeiras impressões
Costa Rica - belezas naturais são destaques nas primeiras impressões

E até nas cédulas novas que eu teria que utilizar dali adiante eu era supreendido. A riqueza da fauna e da flora Costa riquenha estava estampada na face das moedas daquele país, e eu pensava que só o Brasil usava bichos nas notas de dinheiro.

Colones - moeda da Costa Rica
Colones - moeda da Costa Rica

Minhas primeiras impressões para a Costa Rica me obrigam a voltar lá mais cedo ou mais tarde. Meus planos foram totalmente frustados nessa minha visita ao país. Eu queria muito ter conhecido o Parque Nacional Manuel Antônio, um dos lugares mais fantásticos na costa do Pacífico deste país, mas infelizmente a vida é feita de opções e isso significa que você tem que abrir mão de algumas coisas para conquistar outras, sempre! Nessa viagem eu abri mão de Manuel Antônio e passei muito rápido pela Costa Rica pois eu tinha muita vontade de conhecer as ruínas de Tikal, na Guatemala, e eu sabia que não conseguiria fazer tudo e vencer todas as distâncias de coletivo sem sacrificar alguns lugares. Foi então que decidi conhecer apenas Puerto Viejo e San Jose na Costa Rica.

E como eu arrependo até hoje de ter conhecido a capital da Costa Rica. Um lugar tão feio e perigoso que me fez replanejar meus dias nessa viagem. Eu não queria perder tempo visitando lugares fracos em um continente tão pequeno, mas que ao mesmo tempo tem tanto a oferecer que se torna tão grande quanto uma América do Sul. São muitas possibilidades e cabe a cada um optar pelo melhor. Eu optei errado ao reservar dois dias para San Jose! Na realidade eu deveria ter conhecido só a rodoviária dessa cidade, para rumar direto para a Nicarágua. Sendo assim, devo urgentemente uma nova visita á Costa Rica para conhecer o Parque de Manuel Antonio e o vulcão Arenal, um dos mais famosos lugares desse país.

América Central e seus vulcões

E foi mais ou menos isso que me fez acelerar o passo nessa fase da viagem. A América Central, diferentemente do nosso continente sul americano, e muito mais diferente ainda de nosso amado Brasil, possui uma concentração muito grande de vulcões em seu território. Além dos vulcões e de todas as consequências que eles provocam no relevo, vegetação e clima, essa região do planeta é constantemente afetada por terremotos. Na época que visitei a Costa Rica ocorreu um grande alarde por parte de meus familiares, pois na época que estava em Puerto Viejo, aconteceram abalos sísmicos em San Jose! E foi justamente por esse motivo que decidi acelerar o passo. É comum ver placas como as de baixo nos edifícios mais resistentes desse país.

Alerta de segurança anti terremotos
Segurança anti terremotos comprovada!

Foi fabuloso para mim poder contemplar a beleza das rodovias sempre cercadas pela mata nativa da Costa Rica. Como foi impressionante admirar a transformação de clima e vegetação á qual eramos submetidos á medida que adentrávamos esse país. E eu esperava sempre por muito mais do que isso da América Central. Minha estadia no Panamá ensinou que eu devo sempre esperar e buscar por muito mais nesse continente. E assim o fiz ao visitar Puerto Viejo!

Estradas cortam a natureza selvagem da Costa Rica
Estradas cortam a natureza selvagem da Costa Rica

Belos lugares para se visitar, paisagens incríveis em um país tão pequeno com as proporções de um aparentes de ter condições de se equiparar a um estado brasileiro, mas que merece muito mais do que os 7 dias instantâneos que dediquei a ele. A foto a seguir foi tirada de uma passarela bem no centro de San Jose, no fim do dia, quando já não existiam tantos raios de luz.

Visão geral das ruas de San José - capital da Costa Rica
Visão geral das ruas de San José - capital da Costa Rica

E sabe o que mais me surpreendeu nessa minha estada relâmpago na Costa Rica? Foi a emoção de ver um bicho preguiça que mais parecia um mamute em cima de uma árvore todo tranquilão em um das principais ruas da cidade de Puerto Viejo. Logo na minha primeira noite nesse país eu pude compreender que a natureza, e o habitat natural das espécies conspiram em conjunto, gerando uma verdadeira integração natural da fauna que fala mais alto do que o turismo e a degradação das espécies pela mão humana.


Bicho preguiça no meio de uma praça em Puerto Viejo - Costa Rica

Luiz Jr. Fernandes

Analista de TI, empresário, fotógrafo e viajante.
Perfil do autor no , facebook e twitter.

Veja seu destino aqui Saiba como anunciar

  Se gostou, então é provável que goste também...

-