Bogotá na Colômbia, minhas primeiras impressões

Iniciando os relatos da minha viagem até a Colômbia e América Central, compartilho com vocês minhas primeiras impressões em território colombiano na cidade de Bogotá!

Desembarquei no aeroporto Eldorado na capital da Colômbia por volta das 4 da tarde do dia 27 de dezembro de 2008. O clima pós natal era evidente em todos os cantos do aeroporto. As primeiras impressões que tive da Colômbia me foram as mais atrativas possíveis, já que para todos os lados que buscava por um brasileiro, ou alguém falando português, encontrava sempre a mim mesmo e a meu parceiro de viagem. Creio que dentre todas as experiências que uma viagem internacional nos pode proporcionar, a maior seja definitivamente a idéia de estar imerso completamente em uma nova cultura, nova linguagem e novos costumes. Tudo aquilo me atraía de uma forma muito expressiva.

Sendo assim, buscamos nos localizar e encontrar uma forma econômica de nos deslocar até nosso albergue. As distâncias dentro de Bogotá são bastante consideráveis, assim como em todas as capitais da América do Sul. O aeroporto ficava a cerca de 30 minutos de taxi do bairro da Candelaria, onde encontraríamos nosso albergue, o albergue Fátima. Tudo era muito novo para mim. Realmente estar tão distante de casa, e me acostumar com a idéia de conviver com uma cultura um tanto quanto distinta daquela à qual estava ambientado em minha nação era um verdadeiro convite ao novo!

Pesos Colombianos - Primeiras Impressões

Pesos Colombianos - Primeiras Impressões

O melhor mesmo foi o planejamento e escolha do albergue. Veja só! Até então, ainda no aeroporto Eldorado, não tinha a menor idéia de onde me hospedaria por esses 3 dias em Bogotá. Foi quando encontrei um jovem viajante mochileiro da Inglaterra, que se mostrou bastante amigável, e mais do que imediatamente iniciei uma conversa com ele, buscando informações úteis que me colocariam em vantagem sobre as novidades daquele país. Além de muito amigável, ele acabou por me indicar o albergue em que ele ficou hospedado durante sua estadia ali! E disse mais! Falou que seria o melhor lugar para me hospedar, pois estaria em um local que possui acesso rápido, prático e econômico para todo canto de Bogotá. Naquele momento eu descobri que não necessitaria mais buscar por um hotel, foi quando saímos do aeroporto e buscamos por um táxi que nos levaria até o bairro da candelária

Candelaria - Bogotá - Colômbia

Candelaria - Bogotá - Colômbia

Além de uma ótima indicação de albergue, aquele jovem viajante me colocou no coração do centro histórico da cidade, patrimônio nacional colombiano. Este bairro é considerado como “cidade histórica” ou “cidade antiga” e é onde estão localizadas as principais construções antigas, preservadas desde a época da colonização espanhola. Algumas das atrações turísticas que podem ser encontradas neste bairro são:

  • Monserrate - Símbolo de excelência da capital colombiana. Uma das maiores atrações turísticas em Bogotá. Existe um bonde que leva os turistas ao topo do monte, onde existem um restaurante e uma Igreja. Lá de cima a vista é inigualável. Além de uma visão extraordinária da capital, dá-se para observar as construções antigas e toda a arquitetura que envolve Bogotá, a Plaza del Chorro de Quevedo (me hospedei a uma quadra desta praça) e muito mais. Nesta série, dedicarei um post exclusivo para esta atração.
  • Museu do Ouro - É simplesmente um dos museus mais importantes da Colômbia. Neste museu encontram-se mais de 36.000 peças de ouro, madeira e tudo mais muito bem distribuídos pelos 3 andares da construção. Este museu está localizado no Parque Santander, muito próximo do hostel Fátima.
  • Teatro Colón - O teatro mais importante da Colômbia. Arquitetura neoclássica, foi construído em 1892, e consegue abrigar mais de 900 visitantes por exibição.

Como podem ver, com uma simples indicação, acabei me adentrando na realidade histórica colombiana sem planejamento algum. Tudo era muito novo justamente por esse motivo! Além de não ter realizado nenhuma pesquisa para Bogotá, acabei caindo no melhor lugar da capital sem saber que ali seria realmente o melhor local para uma estadia de 3 dias.

Hostal Fatima - Candelaria - Bogota - Colômbia

Hostal Fatima - Candelaria - Bogota - Colômbia

Quando me aproximei do albergue, algo roubou minha atenção. Recordo-me bem do muro amarelo do albergue pixado de preto bem grande o nome do meu país. Ali se confirmava o sentimento de que eu realmente estava no lugar certo. Cheguei ao albergue não me agüentei e mal larguei minhas bagagens no quarto e me fui para as ruas! Que maravilha é o centro histórico de Bogotá! Você sente que voltou uns 60 anos no tempo caminhando pelas ruas da Candelaria! Os grafites nas ruas expressam o sentimento sofrido de liberdade das guerrilhas que os cidadãos colombianos tanto buscam.

Grafiti Colombiano - Liberdade!

Grafiti Colombiano - Liberdade!

E quem disse que Bogotá é perigosa se enganou muito! Quando conversava com as pessoas sobre essa minha viagem à Colômbia e América Central, sempre era abordado por perguntas como “Nossa, mas lá não é muito perigoso não?!”, ou ainda “E a FARC? Pode-se andar pelas ruas sem ser preso?”. Creio que o mais impressionante para mim na Colômbia foi justamente isso! O sentimento de segurança que eu tinha ao caminhar pelas ruas de Bogotá era bastante forte, mesmo a noite! Sempre existiam policias e até mesmo agentes do próprio exercito patrulhando as ruas. Sempre! Ás vezes vários por quadra. Não vi lugar em Bogotá no qual não existia a segurança exacerbada da policia colombiana. E todos muito amigáveis! Quando achavam os brasileiros queriam notícias de nosso futebol, de nossa cultura, conheciam nosso presidente. Meu orgulho de ser latino americano era cada vez mais forte e aparente em mim.

Igreja Plaza del Chorro de Quevedo

Igreja Plaza del Chorro de Quevedo

Plaza del Chorro Quevedo

Plaza del Chorro Quevedo

Depois de muito caminhar e conhecer lugares como a igreja da “Plaza Del Chorro Quevedo”, e desfrutar de uma boa música nativa ali na própria praça, descobri que tinha fome! É engraçado ver que quando estamos tão entretidos com novidades como essas que descobri em Bogotá acaba-se esquecendo que existe a fome! Eu só havia comido no avião, e já era tarde da noite, sendo assim, nada melhor para finalizar minhas primeiras impressões de Bogotá com uma típica Arepa colombiana! Foi quando me fui até a Arepas Rellenas, ali mesmo, muito perto do meu albergue, e desfrutei (não tanto) de uma  arepa especial com um refrigerante de tutti-fruti bem colombiano.

Arepas Colombianas

Arepas Colombianas

Sendo assim, encerro aqui minhas primeiras impressões de Bogotá! Feliz estava por conhecer e compreender a força da expressão latino americana no meu viver, e mais feliz ainda estava em saber que aqueles que tanto me alertaram sobre os prováveis perigos colombianos estavam meramente equivocados.  Dedicarei os próximos posts desta série ao Monserrate, a Plaza Bolivar vestida para o natal, algumas curiosidades sobre a Colômbia e sobre minha alucinante e inusitada viagem de mais de 27 horas de ônibus rumo a Cartagena de Indias, no caribe colombiano. Vale a pena acompanhar o blog boa viagem.

Veja nossas últimas matérias
Clique para ver mais matérias