Como viajar pagando mais barato que os seus amigos

Compartilho dicas preciosas que aprendi na prática durante os últimos anos nos quais visitei mais de 60 nações ao redor do mundo. Você vai viajar pagando mais barato do que todos da sua turma!

Olá tudo bem com você? Espero que sim! Hoje eu venho até aqui escrever um pouco sobre como conseguir viajar pagando mais barato do que as pessoas comuns. E não é porque conseguimos fazer tudo com menos dinheiro que deixamos de ser "pessoas comuns", concorda? De fato algumas dicas simples, associadas a algumas mudanças de atitude, podem fazer com que a sua viagem de férias (ou a trabalho) saia por um valor bem mais econômico do que era esperado.

Compilo a seguir algumas das dicas que eu costumo utilizar sempre que viajo. E acredite: não é porque tenho um blog de viagens que consigo fazer quase tudo de graça (ou como cortesia) nos destinos que tenho visitado ao longo dos últimos anos. Acredito que precisamos de coragem para ir adiante, economizando valores que podem vir a fazer uma grande diferença no "frigir dos ovos". Afinal de contas cada centavo vale o suficiente para que nosso comportamento seja um pouco mais econômico e consciente, concorda? Postei também recentemente uma matéria que pode vir a ser de seu interesse: 10 dicas para economizar mais em viagens aos Estados Unidos. Enquanto o link da matéria citado anteriormente trata exclusivamente sobre como fazer uma viagem mais em conta para os Estados Unidos, nesta matéria você encontrará dicas e artimanhas para conseguir fazer a sua conta ficar bem mais acessível em praticamente qualquer destino que gostaria de visitar.

Na matéria de hoje, tento relacionar dicas que tenho recomendado frequentemente. Todos os dias amigos e leitores do blog costumam me questionar sobre o custo das minhas viagens, como faço pra me manter em movimento sem estourar os cartões e conseguindo honrar todos os compromissos financeiros sem apertos. Aqui seguem algumas das dicas que eu costumo seguir à risca enquanto estou planejando uma nova viagem. Se você se beneficiar com alguma das dicas a seguir relacionadas, agradeceria bastante que deixasse registrado o seu relato em nossa caixa de comentários que vem no final do post.

Passagens Aéreas

Como comprar passagem aérea mais barata
Como comprar passagem aérea mais barata?! É a principal pergunta que me fazem...

Uma das perguntas que mais respondo quase todo dia: como encontrar passagens aéreas em promoção?! De fato não é algo para iniciantes, tampouco para quem não tem tanto conhecimento em tecnologia, porém com atitudes simples você terá condições de fazer a internet trabalhar em seu favor, alertando-o(a) sobre alguma provável passagem aérea promocional.

Boa parte das passagens que consigo comprar com preços reduzidos está relacionada à fidelidade que tenho em acompanhar alguns blogs ou seguindo um perfil ou outro nas redes sociais. Acontece que a gente nunca tem o tempo livre necessário para ficar procurando passagens aéreas nos sites das próprias cias, então a melhor forma mesmo de encontrar a promoção enquanto ela ainda acontece é seguindo esses blogs e contas no instagram/facebook. Existem vários blogs especializados apenas em alertar sobre passagens aéreas em promoção, tal como o Passagens Imperdíveis, o Mestre das Milhas, Melhores destinos, entre outros. Assine a newsletter desses sites, acompanhe cada uma das postagens em tempo real assinando o feed via RSS. Alguns desses sites possuem aplicativos para smartphones que alertam a cada nova publicação. Instale esses aplicativos e você será alertado sempre que uma nova publicação for registrada. É claro que não é sempre que pintam promoções arrasadoras, contudo é bom ficar de olho em todas as postagens para não perder um "bug do milênio" nos sites das cias aéreas. Esses sites também costumam ter contas no instagram que divulgam as promoções assim que são detectadas, então pode valer a pena seguir o perfil de cada um deles e solicitar ao instagram que te informe quando uma nova publicação for realizada.

Quando consigo encontrar uma passagem interessante, ao invés de fazer a compra através dos links disponibilizados pelos blogs, eu vou adiante, exploro um pouco mais, visitando o site da cia aérea que ofertou a passagem. Assim eu consigo evitar taxas e comprar "direto na fonte". Essa é a dica que me tem feito viajar pagando realmente muito barato nos últimos anos. Fui inclusive para a Polinésia Francesa no ano passado por conta dessas estratégias. Fui notificado quando a promoção saiu por um dos sites listados anteriormente. Quando vi a promoção, entrei no site da cia aérea e realizei a compra diretamente no fornecedor. Foi algo realmente mágico (paguei cerca de R$ 900,00 pela passagem já com as taxas incluídas).

Pode ser que a passagem que você está esperando nunca seja notificada pelos métodos listados anteriormente. Aí a gente tem que "meter a mão na massa" mesmo! Use e abuse das ferramentas que a internet disponibiliza para comparar as passagens aéreas sem precisar visitar os sites das cias. Eu utilizo muito o Google Flights, ferramenta de pesquisa de voos que o Google construiu alguns anos atrás. Passo horas me divertindo tentando encontrar o preço mais barato para uma determinada viagem, quase sempre encontro valores bem acessíveis neste site. Ela tem condição de te direcionar para a compra da passagem, diretamente no site da cia aérea que ofertou o custo mais interessante. Outra dica interessante é visitar os fóruns de troca de informações sobre aviação, tal como o Flyertalk, um dos melhores na área. Existem vários sites estrangeiros que também podem ser monitorados para a detecção de tarifas promocionais, gosto muito do Boarding Area e de todos os sub-sites que existem por lá. Concluindo este tópico: faça a internet trabalhar para você, automatize ações repetitivas, envie notificações e siga os veículos corretos para conseguir ser notificado de cada oportunidade de compra de passagem aérea.

Hospedagem

Dicas para conseguir uma hospedagem que te agrade
Dicas para conseguir uma hospedagem que te agrade

Este é sem dúvidas um dos tópicos mais polêmicos quando o assunto é viajar pagando barato. Vai depender muito da sua definição de conforto, dos objetivos da viagem e principalmente do valor em que você tem condição de pagar sem comprometer o orçamento da sua viagem. Fato é que com o auxílio da internet, podemos encontrar lugares muito econômicos para que a hospedagem não se transforme em um empecilho financeiro para a realização da tão sonhada viagem. Hoje existem muitos sites que "canalizam" os custos das diárias em hotéis e podem te representar isso em um mapa do destino contendo os custo das diárias para o período em questão. Isso resume seu trabalho de perseguir por um preço satisfatório visitando os sites dos hotéis. Alguns bons sites que podem solucionar o problema da hospedagem são o Booking, Trivago, Expedia, Agoda, entre outros...

Mas não para por aí! Saiba que existem várias outras alternativas à hospedagem trivial em hotéis que podem vir a se transformar na solução ideal para o seu caso em particular. Tudo vai depender da sua flexibilidade e interesse em fazer com que o custo com hospedagem seja o mais barato possível. É possível ficar hospedado em casas de famílias por custos bem mais interessantes do que os ofertados por hotéis. Já utilizei este método e sem dúvidas obtive grandes resultados ao ficar hospedado em uma casa familiar. Visite o AirBnb e faça suas pesquisas com bastante calma, dando sempre preferência para os "super hosts" e tomando a atenção necessária para ler os comentários do lugar que você se interessou. Já consegui pagar míseros U$ 15,00 por um quarto só meu em uma residência no norte de Las Vegas. Além de poder desfrutar do conforto e informalidade de uma casa da família, obtive com sucesso dicas que fizeram a diferença para a minha viagem, além de outras gratuidades, como acesso à geladeira, água por conta, pequenos lanches e amizade dos hosts. Pode valer a pena hein...

Ainda explorando as possibilidades de hospedagem em casas familiares, existem na internet atualmente, alguns sites que realizam a conexão ideal entre quem precisa de alguém para cuidar da casa no destino por um período determinado e a pessoa que vai viajar para esse lugar e que está disposta a cuidar da casa e dos animais durante a ausência do dono do imóvel. O site Trusted House Sitters é em minha opinião um dos melhores no ramo. Você entra no site e realiza seu cadastro para conseguir ver as possibilidades e entrar em contato com o dono da residência. A partir daí é possível estabelecer o relacionamento que lhe garantirá hospedagem em troca de alguns afazeres, tal como cuidar dos animais de estimação. Já pensou você morando em Venice Beach (Los Angeles), vivendo na casa de uma família que viajou pro Havaí por um mês e precisa de alguém pra cuidar dos cachorros? De fato já li e vivenciei alguns relatos interessantes sobre essa modalidade de hospedagem, porém ainda não consegui "experimentar" por mim mesmo. Não só tenho vontade, como está nos meus planos realizar a minha hospedagem com "house sitting" nas minhas próximas aventuras fora do Brasil.

Fazer o custo da hospedagem ficar irrisório depende, é claro, dos objetivos e interesses de cada viajante. Oura alternativa é o "Couchsurfing", uma comunidade virtual de pessoas que oferecem uma "vaga no sofá" para quem desejar ficar por uns tempos sem pagar hospedagem no destino que vai visitar. Ainda não consegui ficar hospedado assim, mas já ofereci hospedagem a um viajante da Alemanha na minha residência. Só tenho algo a dizer: fiquei amigo desse cara pro resto da minha vida. Além de oferecer hospedagem sem custo, essa modalidade pode te garantir benefícios incríveis: tal como o desenvolvimento de uma nova amizade, além das conquistas de atividades turísticas. O problema é só saber que poderá dormir em um sofá, ou em um colchão no chão, entretanto para os mais aventureiros, "isso é o de menos"....

Fique de olho nos lugares que oferecem troca de trabalho ou favores por hospedagem. Existem vários hostels que costumam topar a troca de favores. Você fica hospedado e trabalha por algumas horas do dia para pagar pela hospedagem. Já vi vários amigos que conseguiram empregos estáveis em alguns albergues, trocando assim o trabalho pela hospedagem. Por falar em hostels, esta modalidade de hospedagem pode ser bem interessante para quem busca tecer amizades nos destinos que visita (além de pagar preços irrisórios por uma cama em quarto compartilhado). Existem ferramentas na internet especializadas em buscas nessa modalidade, tal como o HostelWorld ou HostelBookers. Outros métodos são indicados para mochileiros mais avançados, tal como armar um acampamento (o camping pode ser uma excelente solução em determinados destinos), ou até mesmo ficar sem ter hospedagem por um dia ou outro..., já fiz muito isso quando tinha um voo saindo muito tarde da noite. Ao invés de pagar por algumas horas de hospedagem, eu pedia para deixar as minhas bagagens e ia conhecer mais do destino.

Alimentação

Economizando com comida nas viagens
Como comer bem sem quebrar o banco?

Como eu passo fome! Eu sou uma máquina trituradora de comida (kkkk). Não posso passar perto de algum lugar que tenha algo que pareça bom que logo vou entrando e comendo. Isso não é bom nem para a minha saúde, tampouco para meu bolso. Infelizmente não é possível fazer muito nesse tópico, afinal de contas temos que nos alimentar ao menos 3 vezes ao dia para não comprometer a saúde, contudo é possível com fazer com que nossas refeições sejam fartas e deliciosas mudando de comportamento e adotando certos métodos que venho desenvolvendo ao longo dos anos de viagem. Não é segredo que se formos a um restaurante fino, com certeza podemos esperar um custo condizente com a realidade do ambiente que estamos visitando. Se pedirmos uma bebida a conta vai ficar mais cara ainda. Se pedirmos várias bebidas, aí já viu né?!

Sem dúvidas os restaurantes fazem parte da experiência. Complementam os destinos que visitamos. O que seria do turismo sem a gastronomia?! Faz definitivamente parte do DNA viajante. Nunca deixo de voltar com alguns quilinhos a mais das viagens que realizo. Isso fica pior quando o destino é renomado pela qualidade da sua culinária. Como eu faço para não passar fome?! Simples: eu vivo como um local! E como é que os locais vivem? Não se vai a restaurantes renomados diariamente! Você visita os supermercados, as feiras, faz uma refeição numa lanchonete ou ainda numa banquinha de rua qualquer. Eventualmente realizamos refeições em restaurantes de alto nível, afinal de contas a história da gastronomia de uma região é confeccionada não somente por chefs estrelados, mas sim por todo um povo que cozinha diariamente.

Passeios e tours

Algumas atividades não podem sair do planejamento por conta da economia
Algumas atividades não podem sair do planejamento por conta da economia

Meu caro(a) leitor(a), como eu prezo por uma vida livre! Tours e agências são o alicerce que fundamental para o turismo de uma região. Já pensou ir pra um lugar onde a principal atividade é o mergulho e não contratar uma agência? É impossível chegar a vários lugares do planeta sem a ajuda de especialistas. Como fazer uma trilha ao topo do Kilimanjaro sem o auxílio/logística de uma empresa? É impossível concorda? Só se você tiver uns super poderes, aí quem sabe..., mas caso você seja um ser humano assim como eu, é praticamente impossível realizar certos feitos vinculados ao turismo de certas regiões do mundo sem a ajuda dos guias de turismo, os agentes de viagem, carregadores e todas as profissões diretamente conectadas ao turismo regional.

Realmente existem itens que não podemos cortar de nossas viagens com o objetivo de reduzir custos, afinal de contas ralamos tanto para conseguir visitar um determinado lugar que não faria sentido chegar a este destino e não realizar determinada experiência. Gosto muito de explorar o mundo por minha conta própria e reconheço a necessidade de todos que trabalham com o turismo oferecendo tours guiados, passeios turísticos, passeios fotográficos e afins, porém creio que existem lugares que certas atividades tornam-se dispensáveis caso você faça por conta própria. Alugando uma bicicleta, ou um veículo, você pode criar o trajeto ideal para as suas necessidades, incluindo pontos de interesse que você pode encontrar em pesquisas pela internet, leia blogs, comente, tire suas dúvidas para entender melhor sobre o lugar que vai visitar. Fazendo a tarefa de casa direitinho você pode obter grandes resultados no campo econômico quando executar a viagem!

Compras e mais compras

Shopping center nos Estados Unidos
Como se comportar quando está bom para comprar?

Como a gente ama comprar tudo né?! Eu sei bem que você é assim como eu: ama fazer uma comprinha nas suas viagens (heheheh). Como economizar ao realizar as compras nas viagens? Esse questionamento não possui resposta muito simples. É preciso ter um comportamento de consumo muito firme para conseguir economizar nas compras da viagem. Lembra dos U$ 500 de limite para evitar ser taxado? Pois é, este motivo já deveria ser um bom alerta sobre o limite para compras em viagens no exterior. Mas conheço gente que gasta infinitamente mais do que isso, mesmo não querendo. É impossível ir a uma viagem nos Estados Unidos, por exemplo, para voltar sem trazer um novo telefone, vídeo game, óculos, relógio ou qualquer tipo de roupa. Economizar para fazer compras na viagem é uma arte que poucos dominam (eu quase sempre me ferro kkkk).

Quais recomendações eu poderia te dar? Bom, sinceramente acredito que planejamento acima de tudo! Não somente planejar, porém respeitar o planejamento, evitando assim o consumismo exacerbado. Quando viajo gosto sempre de ter em mente o valor médio que gostaria de investir em cada uma das minhas viagens. Então eu me atenho a isso mesmo vendo algo que eu quero muito! Já pensou no estrago financeiro na sua vida em visitar os Estados Unidos na época da "black friday"? É sério! Você sempre vai querer gastar mais do que precisa. Sempre tenho em mente o seguinte questionamento quando estou em um grande centro de compras: olhar pro item que desejo comprar e perguntar para mim mesmo "eu realmente preciso disso?". Esse questionamento já me fez economizar milhares de reais/dólares mundo a fora. Comprar quinquilharias para ficar carregando peso é algo impensável. Compro tudo que precisar antes de voltar sempre seguindo à risca o planejamento financeiro que realizei antes de sair do país.

Outra dica interessante é ficar de olho nos países que praticam o Tax-Free para visitantes, você pode recuperar algum dinheiro antes de voltar pro Brasil. Pesquise também por destinos que possuem custos/taxas mais econômicos. Você pode também pensar em viajar para lugares que são considerados "Duty-Free", como algumas ilhas mundo a fora, reduzindo ainda mais o custo com compras na viagem. Comprar com dinheiro à vista pode ser um ponto adicional de vantagem, já que você pode evitar o pagamento de uma porcentagem a mais pelo uso do cartão de crédito em alguns lugares. Por fim, recomendo-te sempre passar em um bom e velho supermercado. Quase sempre tem tudo ao preço local e costuma ser bem mais barato do que em lojas especializadas.

Deslocamentos no destino

Método de deslocamento entre Cape Maclear e Monkey Bay no Malawi
Método de deslocamento entre Cape Maclear e Monkey Bay no Malawi

Outro ladrão que chega de mansinho e te leva valiosos algumas notas da carteira são os deslocamentos necessários no destino. Já tive experiências traumáticas com relação a deslocamentos: preços de táxis exorbitantes ou custos elevados por um simples transfer noturno. O custo elevado do transporte certamente transforma a maneira na qual nos deslocamos pelos destinos visitados. A dica aqui é bem simples e direta: use e abuse das suas pernas. Já fiz caminhadas exaustivas, até mesmo carregando a minha bagagem, única e exclusivamente pela satisfação de salvar alguns reais. Uma situação engraçada me ocorreu quando visitei St. Maarten, a ilha que possui o aeroporto mais famoso do Caribe. Eu estive me hospedando nesta oportunidade em um hotel que fica a pouquíssimos metros do aeroporto. Por mais barato que fosse, não fazia sentido pagar por um táxi sendo que o meu hotel ficava tão próximo! Me revoltei mais ainda ao perceber que os taxistas praticavam uma tarifa fechada de U$ 20,00 por corridas saindo do aeroporto. Pois bem, saí arrastando minha a mala até chegar ao meu hotel, salvei alguns dólares e comprei uma cerveja no caminho :)

Duas dicas excelentes neste tema: utilize aplicativos de carona compartilhada ou use o transporte público local. Eu também acredito que a locação de veículos - desde uma bicicleta até um carro, pode ser uma opção sensata para alguns lugares. Já para outros o melhor mesmo é comprar um cartão de viagens nos transportes públicos que tenha o custo X benefício satisfatório. Há destinos e destinos, o importante é estudar sobre o lugar antes de visitá-lo e traçar uma estratégia que lhe salve alguns bocados de reais, que lhe conduza com segurança entre as atrações e que de preferência seja amigável ao ambiente. Preciso nem mencionar que de vez em quando, dependendo do destino, também rola de tentar descolar uma caroninha né?! :D

Faça tudo e repita com outro destino...

Com essas dicas já conheci mais de 60 países
Com essas dicas já conheci mais de 60 países :D

O barato de viajar é permanecer viajando, concorda? Então desfrute das dicas do blog e faça suas malas consciente de que fará uma viagem memorável pagando valor acessível e não estará deixando de viver nada do melhor que cada destino tem a oferecer por optar por viver uma vida econômica no lugar escolhido. Boa viagem e até o próximo post :)

Luiz Jr. Fernandes
Autor

Luiz Jr. Fernandes

Analista de TI, empresário, fotógrafo e viajante.
Perfil do autor no , facebook e twitter.

Veja nossas últimas matérias
Clique para ver mais matérias