Dicas para tirar o visto para os Estados Unidos - Encarando a entrevista - parte 3 de 3

Seguindo com nossa série de matérias que vão lhe ajudar a tirar seu visto de turismo para os Estados Unidos, chega a vez de você saber como se portar no dia da entrevista, quais os requisitos básicos e os motivos da necessidade de se deslocar até uma Embaixada dos Estados Unidos e se submeter ao procedimento da entrevista.

Depois de ter lido as nossas duas últimas matérias sobre como tirar o visto para os Estados Unidos, você já deve estar se perguntando sobre o que fazer ou como se comportar na próxima fase - a visita á Embaixada Americana e a tão temida entrevista. Pois não se preocupe pois esta fase é a mais simples. Se você já conseguiu agendar sua entrevista, preencheu e enviou com sucesso o formulário DS-160 e também está com todos os seus documentos em mãos, então tenha a certeza e a confiança de que você chegou na fase mais tranquila da sua empreitada em conseguir tirar o tão almejado visto para os Estados Unidos.

Nesta mais recente viagem que realizei a Miami, conheci um argentino muito gente fina que também tinha tirado seu visto recentemente. É engraçado ver como nós latinos somos discriminados por essa necessidade burocrática do visto. Ele me contava da sua dificuldade tentando a aprovação do visto e também relatava que quando a Argentina era uma potência na América do Sul, antes da crise dos anos 90, os cidadãos desse país podiam até então entrar e sair dos Estados Unidos sem a necessidade do visto em seus passaportes. Foi a Argentina quebrar e os Estados Unidos obrigaram os cidadãos desse país a também solicitar o visto antes de adentrar seu território (assim como todos os latino americanos). Do meu ângulo brasileiro e latino, realmente me parece que os Estados Unidos não fazem parte do continente americano. Obrigar toda a América Latina a ter o visto é algo incompreensível aos olhos de muitos irmãos latino americanos, mas que se explica automaticamente com uma simples caminhada pelas ruas de Miami. A cidade é tomada por imigrantes latinos. Escuta-se inglês mesclado com espanhol pelas ruas. As propagandas e outdoors estão todas em espanhol, existem milhares de cidadãos latino americanos movendo a roda capitalista da economia estado unidense, e a obrigação do visto é simplesmente um requisito fundamental para o controle de imigrantes ilegais. Hoje consigo entender a necessidade do visto, apenas depois de ter voltado da minha primeira viagem a Miami. Os Estados Unidos não suportariam a pressão dos imigrantes ilegais latino americanos, caso abolissem a necessidade do visto para esses países. Mas hoje as coisas estão mundando. Neste ano de 2011, principalmente pelo aquecimento da economia brasileira, já fala-se que existe uma certa facilidade para conseguirmos a permissão de entrada em território dos Estados Unidos e cabe a cada um de nós, que tem o desejo de conhecer esse país, que tente o visto e consiga a completa liberdade de ir e vir na América.

Pois bem, a entrevista está agendada, você tem seu formulário DS160 totalmente preenchido, impresso e enviado, está com todos os documentos que comprovam seus vínculos com a sua nação e não vê a hora de ter aquele papel tão desejado pregado em seu passaporte? Pois então fique tranquilo que isso irá acontecer com a maior naturalidade possível. A entrevista é um processo muito rápido, que acaba se delongando um pouco mais devido á quantidade de pessoas que solicitam os vistos e as gigantescas filas que se formam. No meu caso específico, fui um dos primeiros a ser entrevistado e obtive sucesso na minha empreitada; logo ás 09 da manhã já estava voltando pra casa. Mas foi tão rápido assim? Sim, prezado leitor, foi mais rápido do que até eu mesmo imaginei que seria.

Visão geral da entrada da Embaixada dos Estados Unidos em Brasília-DF
Visão geral da entrada da Embaixada dos Estados Unidos em Brasília-DF

Uma ótima dica é madrugar! Sim! Ao marcar o horário da sua entrevista, opte pelo dia que tenha o horário mais cedo possível disponível. Eu consegui marcar minha entrevista para as 07:30 da manhã e fui o segundo a chegar na fila (cheguei eram 06:30 da manhã). A embaixada ainda estava fechada, apenas os seguranças estavam por ali, mas logo já percebi que existia uma fila para cada um dos horários marcados para a entrevista. Eu fiquei em segundo na primeira fila de horários a ser atendida e me surpreendi com agilidade no processo de colhimento de digitais, entrevista e pagamento da taxa dos correios. Em cerca de uma hora eu entrei com meu passaporte e saí sem ele da Embaixada dos Estados Unidos. E voltei feliz pro meu Goiás :D

Voltando pra GO com visto de 10 anos aprovado
Voltado pra Goiás com meu visto aprovadão!

Concluindo...

Recapitulando o básico para sua entrevista. Seja objetivo e cordial! Não desrespeite ou questione as perguntas que lhe serão feitas pelo agente da Embaixada que lhe entrevistar. Não minta em hipótese alguma, pois eles são treinados para detectar as suas mentiras. Acredite que eles vão tentar descobrir se você está mentindo buscando fazer com que você se contradiga nas respostas solicitadas, então seja você mesmo sempre! Não modifique seus documentos tentando se mostrar mais estável do que é! Não acredite nas idéias de que burlar as informações mais básicas sobre sua vida pessoal ou financeira são boas alternativas para conquistar o seu visto para os Estados Unidos.

E não esqueça de compartilhar conosco da sua experiência, caso essa série de matérias tenha realmente sido útil para você! E se você tem dúvidas ou sabe de alguma ótima dica que pode enriquecer essa série de matérias, então seja muito bem vindo ao Blog Boa Viagem e faça da caixa de comentários sua melhor amiga! Interaja, discuta e promova as boas informações compartilhadas por aqui!

Veja nossas últimas matérias
Clique para ver mais matérias