Diário de bordo de Luiz Jr. Fernandes

Blog Boa Viagem Diário de bordo de Luiz Jr. Fernandes

The Bronx e SoBro Guesthouse - resultados da minha hospedagem em Nova York via AirBnB

Logo ao lugar que me hospedaria no Bronx, a SoBro Guesthouse, descobri que talvez estar dormindo fora da rota turística de Manhattan me faria ter condições de ir um pouco mais além, me aprofundando no aprendizado do modo de vida dos nova iorkinos nativos de um bairro tão tradicional quanto o Bronx.



Encontre o Post!

Últimos posts

Se você acompanha o Blog Boa Viagem com frequência, então deve estar amando essa nossa fase! Nos útimos 4 meses estivemos em 4 partes bem distintas do planeta e aqui estamos para compartilhar todas as dicas com vocês. Antes de falar um pouco mais sobre essa recente viagem realizada aos Estados Unidos (nov/2011), mas especificamente sobre o Bronx e a Guesthouse em que me instalei durante meus dias naquele maravilhoso lugar, vamos recapitular um pouco do que já foi falado até o momento e quais os rumos dos relatos dessa trip curtinha, de apenas uma semana, mas que foi fantasticamente intensa, afinal estava na cidade que nunca dorme.

Adquiri minha passagem para NYC via Brasília a um custo muito acessível em uma promoção de milhas do programa de fidelidade da TACA - o LifeMiles. Além de ser uma viagem muito barata, consegui conciliar as escalas para visitar novamente alguns dos melhores Duty Free Shops das Américas - o de Lima e El Salvador. Ao desembarcar no JFK não tive dúvidas e logo optei pela melhor alternativa para chegar até o Bronx - a combinação Airtrain e o metrô de NYC. É claro que vale lembrar que antes mesmo de viajar eu já havia pensado na questão da hospedagem. Para quem não conhece a realidade - Nova York possui um dos metros quadrados mais caros do planeta quando o assunto é se hospedar, e a minha alternativa foi reservar um quarto via AirBnb, uma ferramenta da era "web 2.0" que me veio a calhar para conseguir obter sucesso absoluto nos meus dias na Big Apple. Hoje vamos falar justamente dos resultados obtidos, da minha experiência em ficar hospedado fora de Manhattan e principalmente sobre a acessibilidade obtida por ter escolhido o Bronx.

Fachadas dos prédiso do Bronx
Fachadas dos prédiso do Bronx

Primeiro vamos entender um pouco sobre Nova York e seus boroughs.

Entendendo um pouco mais sobre o Bronx

O que conhecemos hoje por New York é uma gigantesca área compreendida por basicamente cinco divisões administrativas - O Bronx, Queens, Manhattan, Staten Island e o Brooklyn. O mais famoso e disputado é Manhattan! Lá estão as principais atrações turísticas, setor hoteleiro, Empire State, Rockfeller Center, Central Park e tantas outras centenas de atrações dessa grande maçã.

Os distritos de Nova York
Os distritos de Nova York

Todos os boroughs de Nova York são muito bem conectados pelo sistem de metrô. O único problema é o seguinte: quanto tempo vai querer gastar da sua viagem dentro de um trem, se deslocando de um canto ao outro para poder conhecer a verdadeira Nova York?! Essa é uma resposta determinante para aqueles que pretendem ir até esse destino.

No meu caso, infelizmente nunca tive condições financeiras para me hospedar em um hotel com diária batendo os U$ 100,00! Pelo contrário, a metade disso por dia já é capaz de fazer com que uma viagem seja inviável para mim. Eu sinceramente sou o típico viajante que ama pagar barato na hospedagem, e detalhe: gosto de pagar barato e ter o melhor possível! E com essa combinação de fatores fui apresentado ao AirBnb e ao Bronx.

Basicamente um detalhe me chamou a atenção nesse distrito de NYC: eu queria conhecer a verdadeira cidade de Nova York, não aquela que todos os turistas estão acostumados a ver! Sinceramente minha decisão foi certeira ao optar pela SoBro Guesthouse.

Escadas de emergência nos prédios da Brook Avenue
Escadas de emergência nos prédios da Brook Avenue

Agora imaginem uma pessoa que nunca visitou NYC e decide por tudo que vai chegar e ficar no Bronx. Pois bem, relato-lhes que foi talvez a mais sábia decisão de toda essa viagem que estou prestes a relatá-los nos próximos capítulos desse Blog de Viagens. Isso pois consegui adaptar o útil ao agradável ao me hospedar no segundo ponto depois de Manhattan já no Bronx. Essa é a altura á qual está localizada a SoBro Guesthouse. No segundo ponto é a Brook Avenue e dela chega-se até a rua 137 caminhando tranquilamente pelos colégios e condomínios do Bronx.

Muito do que li e reli internet a fora estava diretamente relacionado ao temor de ficar hospedado nos arredores do Bronx ou do Brooklyn. Cheguei a ler muitos relatos que alertavam que era melhor manter distância dos bairros mais afastados do miolo que é MidTown em Manhattan e concentrar sua viagem apenas na região extremamente turística de NYC. Pois bem, são relatos falhos, e perdi tempo ao parar para ler detalhes tão absurdos quanto esses. O Bronx atualmente é um bairro de classe média alta e não vi perigo algum caminhando por suas ruas..., e até mesmo na calada da noite, o maior perigo que encontrei foi um bêbado sendo expulso de um bar por causar confusão demais.

Foto do iPhone em uma das ruas comerciais do Bronx
Foto do iPhone em uma das ruas comerciais do Bronx

E relato que foi muito interessante essa experiência pois consegui atingir meu objetivo - sair do normal, do corriqueiro, do senso comum em uma viagem a Nova York. Eu ansiava por isso - tanto é que fui, voltei e o mais próximo que cheguei da Estátua da Liberdade foi o topo do Rockfeller Center. E não é de me gabar por isso, mas quando me predisponho a conhecer um novo destino em seu intimo, então eu tenho que procurar fazer o que os locais fazem...

A decisão foi tão acertada que conseguia fazer o trecho que conectava o sul do Bronx a Midtown (como a Times Square) em menos de 30 minutos de viagem. Sendo assim, gastaria uma hora do meu dia com o deslocamento para descer e subir de volta ao Bronx. Muitas vezes no dia conseguia fazer isso até duas ou três vezes (conforme as compras iam pesando), mas o ideal era mesclar situações que talvez não aconteceriam comigo se não dependesse tanto do metrô. Assim consegui desviar tempo da minha viagem para conhecer melhor o modo de vida dos cidadãos tipicamente americanos. Era legal poder caminhar pelas ruas e ver somente pessoas nativas, sem o movimento sufocante dos turistas que abarrotam a região dos teatros em Midtown. Isso era a cereja do bolo.

Eu em uma das ruas do Bronx com os prédios ao fundo
Eu em uma das ruas do Bronx com os prédios ao fundo

Além de ter a oportunidade de conhecer melhor as ruas do Bronx enquanto descansava um pouco da euforia de Manhattan. Conheci lugares legais para se fazer uma caminhada e consultar preços de bobeira. O nome das melhores ruas para compras no Bronx são: Westchester Ave. e a rua E149. Você consegue realizar uma caminhada de uma hora por entre essas ruas e assim conhecer um pouco mais do modo de vida das pessoas nova iorquinas natas!

Agora grandes resultados eu realmente encontrei quando eu conheci o pessoal do SoBro. Primeiro pela relação extremamente interessante que eu consegui encontrar no custo benefício. Na época consegui um desconto pelo airbnb e minha hospedagem saiu quase de graça. Paguei exatamente U$ 35.00 na noite, estava cerca de 30 minutos de MidTown, tinha um quarto só meu com TV LCD, Frigobar, aquecedor e cama king! O banheiro era compartilhado, o que é totalmente normal para NYC, mas nada foi melhor do que chegar e ser recepcionado pelo pessoal da SoBro e ter detectado que a minha decisão realmente tinha sido algo positivo para essa viagem.

Fachada da SoBro Guesthouse
Fachada da SoBro Guesthouse

E pra quem acreditava que o Bronx era perigoso, a foto abaixo demonstra todo o meu medo em um dia de sol lindo em NYC!

Relaxando em frente a GuestHouse no Bronx
Relaxando em frente a GuestHouse no Bronx

Ressalto ainda que só realizei o negócio com o pessoal do AirBnb depois de trocar várias mensagens com o pessoal da SoBro, pois sinceramente não acreditava muito naquela ferramenta. Ainda assim, não satisfeito tentei buscar por diversas informações sobre o pessoal da Guesthouse na internet. Infelizmente não encontrei muita coisa, mais os pequenos relatos que consegui ler afirmavam tudo aquilo que as referências do AirBnb diziam sobre eles - os caras são ótimos e valeu muito a pena ter ficado por lá nesses dias.

Com certeza em minha próxima visita a Nova York tentarei fazer algumas coisas diferentes - estar no Bronx e não visitar seu Zoo ou ainda a deixar de conhecer a giganesca arena do New York Yankees foi uma falha! Ainda assim, comprovei que o local é seguro, satisfatório e que me albergará várias outras vezes. Se você é assim como eu, e tem uma ótima dica sobre algum lugar de hospedagem alternativa ( e econômica ) na cidade de Nova York, então será um prazer ler e compartilhar o comentário que você está prestes a nos deixar logo a seguir! Não deixe de acompanhar, nos próximos posts teremos muito mais sobre a Nova York, Ásia e Américas.

Luiz Jr. Fernandes

Analista de TI, empresário, fotógrafo e viajante.
Perfil do autor no , facebook e twitter.

Veja seu destino aqui Saiba como anunciar

  Se gostou, então é provável que goste também...

Lista de Comentários

16/09/2013 19:53

Também quando fui em NY (nov/2012) fiquei na SoBro Guesthouse, e como você, também achei uma das melhores escolhas da minha viagem. Tenho a mesma visão de você que conhecemos uma Nova York que muitas pessoas simplesmente não experimentam quando conhecem a cidade. Só isso já valeria ter ficado lá, mas o fato de ser ridiculamente mais barato que qualquer outra opção de hospedagem em Manhattan, e uma distância mínima da ilha principal (maravilhosa linha 6!) só acrescentam pontos positivos à viagem. No meu caso a escolha de SoBro foi o que salvou minha viagem, o dia que eu cheguei nos EUA, outra coisa também chegava por lá, o Sandy com toda sua fúria e o poderoso título de "maior furacão da história dos EUA" . Tive que ficar 2 dias em Miami por causa que NYC estava com todos os aeroportos fechados, e ao comunicar a situação ao SoBro, eles devolveram a quantia que eu tinha pago para eles imediatamente. Eu estava em uma cidade que não tinha planejado nada, e foi esse dinheiro que me salvou a me virar em Miami. Todo o fato depois de Manhattan ter ficado alguns dias sem energia em partes da ilha, e o mêtro não atendendo Downtown, só fez a minha escolha de ter ficado no Bronx uma sábia (e sortuda) decisão. Quando eu retornar a NYC, não há dúvidas, irei hospedar-me novamente em SoBro.
Rafael
14/05/2013 08:19

Bronx

Boa tarde Luiz Jr., tudo bem?


Meu amigo, estou te enviando esta mensagem apos passear pelo seu blog, um excelente blog por sinal!!! Cheguei a conclusão que voce sera a unica pessoa para me ajudar rs...Calma pois não é dinheiro kkkk E sim sua experiencia no Bronx.


Em agosto vou fazer intercambio em NYC, e duranto o intercambio vou ficar na casa de uma pessoa no bronx. Decidi fechar eu mesmo com a escola e separadamente com a familia pelo site www.homestaybooking.com - Funciona como uma rede social, porem para cadastrar familia existe uma certa burocracia...Nao fechei com nenhuma agencia de intercambio aqui no brazil, acertei diretamente com a escola e ja paguei 15 para familia, o restante sera pago quando eu ja estiver por la...


Entao vai, minha duvida é seguinte: The Bronx, afinal é ou nao perigoso?! Posso voltar durante a noite de metro com minha mochila?! é tranquilo?


Acho q sua experiencia vai me ajudar/aliviar um pouco...


Abs e ja agradeco pelo espaço!!


Vlw

-