Blog Boa Viagem
07/05/2011

O caminho até Chivay - Série - Canyon del Colca e Chivay nos arredores de Arequipa - parte 1 de 4

Em mais uma série de matérias sobre o Peru, convidadmos vocês a conhecerem a fantástica Chivay, cidadela encravada no coração do Canyon mais profundo do planeta, o Canyon del Colca, no vale do rio Colca, arredores de Arequipa no Peru.

Encontre o Post!

Últimos posts

RBBV

Em uma nova série de matérias do Blog Boa Viagem, vamos visitar a fantástica cidadela de Chivay, um povoado encravado no meio do Canyon mais profundo do planeta, o Colca, nos arredores da cidade e Arequipa, Peru. A viagem ao Canyon pode ser feita de duas maneiras. Ou você opta pelo passeio de um dia inteiro, ou então faz como eu, e faz o de dois dias, dormindo em Chivay e visitando o mirante do Condor no dia seguinte pela manhã. Nessa série você vai conhecer a cidade de Chivay, os hábitos e estilos da população local, vai subir até as nuvens e contemplar o visual do mirante do condor e nesta primeira publicação, a viagem até Colca.

A viagem até chegar ao Canyon del Colca é fenomenal. Uma estrada alta, com trechos que chegam próximo aos 5.000 metros de altitude. Durante a viagem são necessárias algumas paradas para a aclimatação e são nessas paradas que as melhores fotos são registradas. Defendo muito que você, ao visitar o Canyon del Colca, opte por fazer o tour de dois dias. Ficar uma noite em Chivay é imprescindível e complementou a minha experiência peruana ao extremo! Jantar no mercado de Chivay pela noite, interagir com os locais, caminhar pelas ruas de terra batida, sentir o frio da madrugada dentro do maior canyon em profundidade do planeta são mais do que ótimas justificativas para aproveitar de Colca por no mínimo dois dias.

Os melhores mirantes das redondezas estão nessa rodovia que liga Arequipa a Chivay. Uma viagem extremamente econômica, onde o pacote com hospedagem, van e o melhor guia turístico da minha vida me saiu apenas 70 soles. Além desse valor, existe o custo do boleto turístico que garante a entrada no vale do Colca (21 soles por pessoa) e se você quiser visitar os banhos termais você terá que gastar alguns soles a mais. E alego que esse valor foi simplesmente muito barato, conforme as fotos que vamos compartilhar aqui nesse post. Cada parada da VAN que me levava a Chivay era aguardada com uma ansiedade tremenda, pois o visual era simplesmente fantástico.

Caminho até Chivay é incrível
Caminho até Chivay é incrível!

Eu acho que não houve oportunidade alguma de observar o Mysti de uma forma tão clara quanto nessa viagem ao Colca. A estrada é plana e o vulcão é imponente na paisagem de boa parte da viagem. E em todas as paradas eu só queria ter a oportunidade de registarar a melhor imagem do gigante vulcão dos arredores de Arequipa.

O Canyon do Vale do Rio Colca no município de Chivay está localizado a 160 km de Arequipa e é a porta de entrada para o Valle del Colca, onde estão uma das mais singulares regiões de toda a América do Sul. Nessa região existem povoados interessantíssimos e a "capital" dessas cidadelas é Chivay. Você vai conhecer melhor esse lugar no próximo post desse série. Por agora, já temos muita informação a ser explorada por parte exclusiva dessa, que já foi considerada por mim, como uma das mais impressionantes rodovias que já viajei em toda a minha vida.

Vulcão El Misty em Arequipa
Vulcão El Misty em Arequipa

Além do gigantão da foto acima, existem outros dois vulcões que dominam as paisagens dos desertos nos arredores de Arequipa. São eles: Chachani e Pichu Pichu. O Misti já é considerado principal simbolo da cidade de Arequipa. O nome do vale ao fundo, onde o vulcão está localizado, é o valle del Chili e está a cerca de 2.400 metros acima do nível do mar. Mas o Misti não é o maior entre eles. O gigante da história é o vulcão Chachani que possui 6.075 metros, Pichu-Picchu tem 5.669 e o Misti 5.822 metros de altura.

Uma das maravilhas de Chivay - a estrada de ida e volta
Uma das maravilhas de Chivay - a estrada de ida e volta

A fantástica estrada de mirantes de vulcões e cidadelas no meio de um canyon é patrimônio peruano e parque nacional com várias espécies de animais vivendo livremente. Dentre eles avistei muitas Lhamas, vicunhas, ovelhas, alpacas, flamingos e animais selvagens vivendo completamente soltos ás margens da rodovia.

Viajando rumo a Chivay, a capital do Canyon del Colca
Viajando rumo a Chivay, a capital do Canyon del Colca

A vicunha é o animal símbolo do Peru. Está em sua bandeira e sua lã tem valor de ouro no mercado de exportações. Sua pelagem é muito fina e tem alto valor comercial o que a transforma em alvo de extinção devido a sua exploração por parte de caçadores ilegais. Sua pelagem é constituída da lã da melhor qualidade que se conhece, a qual é valorizada e utilizada pelo homem desde a era pré-colombiana.

Vicunhas no Canyon del Colca
Vicunhas no Canyon del Colca

A vicunha é um dos quatro representantes da família dos camelos encontrados na América do Sul, sendo os outros três o guanaco, a lhama e a alpaca. A vicunha e o guanaco são selvagens enquanto lhamas e alpacas são domesticadas. Ver esses animais tão preciosos vivendo livres já era uma das experiências mais incríveis que eu poderia ter experimentado nessa viagem ao Colca. Mas eu ainda não sabia o que estava por vir.

Montanhas e vulcões a uma altitude sufocante de 4.500m rumo a Chivay
Montanhas e vulcões a uma altitude sufocante de 4.500m rumo a Chivay

Durante a aclimatação, nosso guia explicava a importância da folha de coca para a cultura dos habitantes da Cordilheira dos Andes. Para aquele momento, essa experiência marcou a visita. Pela primeira vez em minha vida eu havia mascado a folha de coca da forma na qual os peruanos e bolivianos o faziam, com a pedrinha. Quer saber como foi? Pois eu gravei os melhores momentos da aula que assisti sobre como mascar a folha e a importância como alimento que ela tem na vida dos povos andinos.

O melhor guia de viagens que já experimentei em minha vida
O melhor guia de viagens que já experimentei em minha vida

A cada parada para um mirante, ou para ver os animais, a chance de se impressionar ainda mais era muito forte! Eu não esperava ver flamingos nessa viagem!

Flamingos na estrada rumo a Chivay
Flamingos na estrada rumo a Chivay

E eles estavam livres, assim como as vicunhas, preservados, em seu habitat natural. Uma explosão de natureza em um ambiente desertico, alto e inóspito. Outra paisagem que me marcou bastante no Canyon del Colca foi a seguir.

Paisagens impressionantes - pedra sobre pedra
Paisagens impressionantes - pedra sobre pedra

Pedra sobre pedra. Quantas pedras, morrinhos de pedra uma sobre a outra. Milhares, e talvés até zilhares de montinhos de pedra, uma sobre a outra, compunham um cenário fantástico em um dos mirantes dos vulcões no caminho rumo ao Vale do Colca.

Mirante dos vulcões
Mirante dos vulcões

E a parada para o mirante dos vulcões é fundamental para quem está viajando rumo a Chivay. De lá pode-se observar cada um dos vulcões encravados na cordilheira central dos Andes.

Pedra sobre pedras rumo a Chivay - Arequipa
Pedra sobre pedras rumo a Chivay - Arequipa

E graças ao meu gorillapod eu consegui fazer fotos realmente muito boas nesse cenário sem ter a necessidade de uma outra pessoa para me fotografar. E eu também fui embora com a mesma dúvida que você, prezado leitor, deve estar se indagando. Mas quem foi que fez esses montinhos de pedra? Quanto tempo demorou para que tantos montinhos fossem empilhados? Uma certeza é que voltei com muito mais dúvidas do que respostas dessa minha viagem solitária ao Peru.

Esse foi um dos lugares mais impressionantes. Pedras e mais pedras empilhadas na altitude.
Esse foi um dos lugares mais impressionantes. Pedras e mais pedras empilhadas na altitude.

Com um vento constantemente frio e intenso, um ambiente seco e alto, com momentos de muito frio e com o perigo dos raios solares que tostam a pele, esse ambiente marcou minha viagem. Uma viagem de aprendizado e aprofundamento na verdadeira experiência peruana. E aqui eu deixo registrado as marcas que o aquecimento global está fazendo nas geleiras das Cordilheiras dos Andes. Talvés na oportunidade que meus filhos e netos tiverem de visitar essa região, não mais conseguirão registrar o branco do gelo no pico dos vulcões dos arredores de Arequipa.

Geleiras no verão em Arequipa, será que estão acabando?
Geleiras no verão em Arequipa, será que estão acabando?

A cada parada para aclimatação, a sensação de querer abraçar o planeta e de realização pessoal aumentava. Como é incrível poder viajar e ter contato com as obras perfeitas que Deus desenhou na face desse planeta em que vivemos.

Algumas das paisagens mais incríveis no Peru
Algumas das paisagens mais incríveis no Peru

E mais impressionante é ver um campo tão vasto, imerso em vida natural. A natureza peruana em sua forma mais acessível. Lado a lado com a estrada que me levava a Chivay eu tinha o prazer de desfrutar de paisagens como as da foto a seguir.

Animais vivem livres e produzem um espetáculo de paisagem
Animais vivem livres e produzem um espetáculo de paisagem

Foto digna de ir para concurso de fotos de viagem! E ainda mais surpreendente é chegar em um momento tão cheio de vida, como a manifestação mágica do segundo pós parto!

Uma lhama recém nascida
Uma lhama recém nascida

Os primeiros passos são únicos, e presenciar um momento como esse, e poder fotografar os primeiros passos de um animal selvagem recém nascido é uma sensação única que já havia consolidado esse momento como um dos apices da minha viagem e detalhe, a cereja do bolo, já tinha sido totalmente digerida!

Vicunhas, Lhamas e ovelhas podem ser contempladas em seu habitat natural no caminho para o Canyon
Vicunhas, Lhamas e ovelhas podem ser contempladas em seu habitat natural no caminho para o Canyon

Animais tão atípicos para um brasileiro, e tão acessíveis, ás margens de uma rodovia não fazem parte da rotina dos meus dias. Onde vivo encontro capivaras, veados, tatus e bichos do cerrado brasileiro, mas para mim era uma experiência totalmente nova poder observar e interagir com essas paisagens.

Prepare-se para ver muitos vulcões, montanhas, geleiras e uma paisagem impressionante
Prepare-se para ver muitos vulcões, montanhas, geleiras e uma paisagem impressionante

Prepare-se! Não esqueça de ter baterias redobradas em sua câmera de fotografias. O caminho a Chivay já é um gigantesco passeio turístico que vale a pena ser vivido e desfrutado com a calma de dois de passeio. É fundamental fazer a viagem de dois dias para poder ver um pouco dos lugares que estão registrados nessa matéria. A chegada até Chivay é mágica e como voltar alguns anos no tempo. Ruas de terra batida, um povo muito humilde que vive do comércio, turismo e agricultura locais, um dos mirantes mais procurados no Peru, águas termais no meio das montanhas e muito mais ainda serão temas dos próximos capítulos dessa série de artigos sobre Chivay e o Canyon del Colca.

Chegando na cidade de Chivay - Canyon del Colca
Chegando na cidade de Chivay - Canyon del Colca

Luiz Jr. Fernandes

Analista de TI, empresário, fotógrafo e viajante.
Perfil do autor no , facebook e twitter.

Veja seu destino aqui Saiba como anunciar

  Se gostou, então é provável que goste também...

Lista de Comentários

Gravatar Image Comment
Tiago
01/05/2012 10:55

Também vou fazer esse passeio de 2 dias em maio. Qual foi o guia ou agência que contratou?

Olá Tiago!


Não me recordo o nome da empresa! Contratei o serviço direto no hotel, que acabou me oferecendo um preço mais barato do que se fosse procurar na Plaza de Armas. 

Gravatar Image Comment
01/01/2012 09:10

Passeio em Arequipa

Olá. Como faço para comprar esse passeio saindo de Arequipa? Achei fantástico. Já fui a Cuzco, Ollantaytambo. Aguas Calientes, mas esse passeio aí, achei maravilhoso. Belíssimas fotos. Grata
Gravatar Image Comment
01/01/2012 09:09

Compras em Arequipa

Olá. Como faço para comprar esse passeio saindo de Arequipa? Achei fantástico. Já fui a Cuzco, Ollantaytambo. Aguas Calientes, mas esse passeio aí, achei maravilhoso. Belíssimas fotos. Grata
Gravatar Image Comment
janete
15/10/2011 14:22

fiz o passei, amei!!

-