Diário de bordo de Luiz Jr. Fernandes

Koh Phangan e a farsa chamada Full Moon Party

Virei o ano de 2011 para 2012 em uma das maiores e mais famosas baladas da Tailândia - a festa da lua cheia, Full Moon Party, na Ilha de Koh Phangan, um dos piores lugares que já comemorei a virada doa no em minha vida. Confiram as minhas impressões dessa péssima experiência.


Encontre o Post!

Translate it to any language:

Últimos posts

Gosto muito de festas! Mas ir até essa tal de Full Moon foi uma das maiores burradas que poderia ter realizado em toda a minha vida. Não estou sendo irônico ou querendo denegrir a imagem desse evento que atrai milhares de pessoas até a ilha de Koh Phangan, próxima a Samui, no sul da Tailândia, estou sendo transparente com o meu diário e deixando aqui registrado a péssima impressão que tive experimentando uma noite de reveillon nesta frenética confusão internacional.

Então permita-me relatar a minha experiência iniciando com a defesa de que acredito muito que uma viagem até o outro lado do globo mereça ser mais bem aproveitada. Sinceramente é legal ir a uma festa, badalar, curtir com os amigos e passar horas e horas interagindo com pessoas de várias nacionalidades. Acho que estou ficando velho! Virar o ano de 2011/2012 nessa tal de Full Moon Party foi a maior perda de tempo que poderia ter nessa viagem até o Sudeste Asiático. Primeiro pela estrutura do evento! A ilha simplesmente não comporta tanta gente, sujeira, barulho, drogas e prostituição! Acredito que essa festa em Phangan seria interessante quando ainda possuia as proporções dos mesmos eventos que são realizados em Phi Phi. Tudo virou um gigantesco comércio bilionário. A começar pela travessia. Se você está em Samui, então tem que comprar a roundtrip para não correr o risco de pagar o ingresso de volta no ferry mega inflacionado quando desejar voltar para Samui. E isso era apenas o começo!

 Koh Phangan - full moon party
Turistas chegando a Koh Phangan para a Full Moon Party de ano novo

As festas na Tailândia são mega-bombadas por conta da facilidade em conseguir praticamente tudo - as bebidas são baratas, as comidas são também econômicas e a localização da Ilha é propícia para que várias outros viajantes internacionais acabem planejando gastar uma noite com essa tal de festa da lua cheia.

Então, prezados leitores, vocês conseguem perceber o que os Australianos da costa oeste fazem?! Compram voos mega baratos para Phuket e estão prontos para uma travessia de ferry que os levará direto a esta festa, meeega econômica para o bolso deles. E não foram só australianos que encontrei aos lotes de milhar - consegui interagir com vários europeus, tanto do leste quanto do oeste deste continente, pessoas do Oriente Médio, de todo o Sudeste Asiático, e sim, haviam alguns latino-americanos também.

O grande erro?! Pensar que a full moon ia ser uma festinha legal, sem tumulto, ótima para se curtir sem empurra-empurra, assaltos ou qualquer tipo de exploração. Esperava buena onda e o que aconteceu foi justamente o inverso! Os tailandeses estão destruindo com a ilha, visando justamente o comércio. Na festa, que acontece na praia, não existem banheiros químicos, estrutura de seguranças ou policiamento, que por sinal quando existe podem estar um tanto quanto corrompidos pelo sistema ao qual foram submetidos ;)

Invadindo as ruas de Phangan rumo a praia para a full moon
Invadindo as ruas de Phangan rumo a praia para a full moon

Então o que esperar de uma festa de multidões a beira mar?! Sem segurança alguma?! Encontrei muito tumulto, preços exorbitantes em certas coisas, por exemplo, você poderia até comprar um bucket por 150 Baht em uma barraca longe da praia, mas na zona em que a festa acontecia os preços triplicavam. E estando em uma festa, com um câmbio tão distinto quanto o tailândes, bem você pode queimar fácil o seu orçamento.

Os buckets são famosíssimos em toda a Tailândia! Tanto em Samui, quanto Phangan ou Phi Phi os locais comercializam nas barracas, festas e bares esses baldinhos, cheios de gelo, com a sua escolha, e aí vai da cabeça do santo - vodka, wiskey, gin e uma grande variedade de marcas, o preço é claro, muda conforme o gosto do cliente - os baldinhos com bebidas de marca mais refinada são mais caros.

Bucket, baldinho com bebidas na Tailândia
Bebidas são vendidas nos baldinhos

Gostei de certos aspectos da full moon. Com meu olhar de viajante consegui perceber um pouco mais as características do povo tailândes, da forma na qual eles se desdobram para atender o gosto das massas internacionais que visitam suas ilhas paradisíacas. Quanta poluição não fica nas praias no dia seguinte!? Quantas pessoas não são vítimas de batedores de carteiras!? Quantos traficantes não ficam milionários da noite pro dia!? Tirem vocês as suas próprias conclusões.

A praia absolutamente lotada de turistas em busca de diversão e algo mais....
A praia absolutamente lotada de turistas em busca de diversão e algo mais....

Outro detalhe que nunca poderia deixar de compartilhar - se você não comprar a roundtrip no ferry, vai acabar pagando o dobro do preço, vai duelar com milhares que vão querer voltar no ferry das duas da manhã, o primeiro de volta, várias pessoas caem na real que a festa é uma grande furada e decidem voltar o mais rápido possível para Samui, e aí é que a inflação atinge o preço do ferry absurdamente. Não gostei, não vou voltar nunca mais e recomendo a você que ainda está em dúvida se vale ou não a pena perder alguns dias para ir nessa festa - ESQUEÇA a Full Moon Party de Koh Phangan e vá para Koh Lipe, Koh Tao ou Koh Phi Phi, desfrute da vida, do que as ilhas tem para oferecer acima e abaixo do nível do oceano, elas também tem festas ao estilo de balada tailandesa, mas com certeza o risco de você perder sua camêra, carteira, grana ou algo pior ainda que possa vir a acontecer. Evite esse evento e aproveite o melhor que a Tailândia tem para oferecer.

Luiz Jr. Fernandes

Analista de TI, empresário, fotógrafo e viajante.
Perfil do autor no , facebook e twitter.

Veja seu destino aqui Saiba como anunciar

  Se gostou, então é provável que goste também...

Lista de Comentários

Rafa
02/10/2012 21:35

Falae Luiz,


Acabei de conhecer seu site, mto bom. Parabéns ai por tudo q vc tem disponibilizado pra gente q tenta conhecer esse mundão.Quanto a Koh Phangan eu concordo com grandes partes do q vc falou, mas tbm acho q vale a pena ir pra curtir. Qndo eu fui eu ja tinha todas as dicas do q fazer na Tailândia de amigos q ja tinham ido e de amigos q fiz viajando a Australia. Eles q vão mto lá sabem q koh phangan n vale a pena o negócio é ficar em koh phi phi ou samui até 2 dias antes da full moon e sair um dia depois ou logo depois pq a maioria dos hoteis ou albergues exigem no mínimo 4 dias de estadia. O roteiro q eu fiz foi phi phi, phangan e samui q é o q a maioria faz, é claro q gastei meus dias nos outros dois.Mas tbm ficar neles enqnto tá rolando a full moon é furada pq fica mto abandonado sendo melhor ir numa época sem full moon. Qnto ao ferry o negócio é se programar existe um site q vc pode comprar a passagem antecipada acho q era 15 dólares mas n me lembro. Eu ja tinha comprado a ida e a volta daquela ilha 1 mês antes de chegar lá. Mas vc viu tbm o estado de koh phi phi? é mta sujeira cara, qndo vc vai pras ilhas James bond ou maya beach vc n vê mas em phi phi tá osso. Uma coisa tbm é ir em mais baixa temporada, de Dezembro a Abril é lotadaço msm por ser inverno na Europa e apesar de verão na Australia como a facilidade de lá é grande eles vão mto só pra passar a semana. Mas te garanto q meio do ano é mto mais tranquilo.Mas enfim, qm curte umas baladas bem loconas, pessoal gente boa, participei até de um campeonato lá de futebol de areia. Apesar dos pesares foi uma experiência boa.

Fabio
21/09/2012 12:37

E ai Luiz!Eu concordo com um monte de coisa q vc colocou no post...a festa e comercial pra caramba, a praia da festa nao tem estrutura, tem um povo muito sem-nocao...Mas quando eu fui eu sabia que ia ser uma zona, e eu nao fui na festa da virada, o que significa menos turistas. Eu acabei ficando 10 noites em Ko Phangan, entao nao tive problemas com ferrys, mas eles de fato lotam. 


No fim das contas nos divertimos bastante (eramos 8), sabiamos onde tinha bebida barata, meu quarto era do lado da praia...entao eu curti ela como uma festa normal. Mas ela com ctza nao e nda demais e nao vale a pena se vc tem poucos dias pra asia!


abracos!

É extamente isso! o povo hoje está muito sem-noção! Eu pensei que iria encontrar em Phangan o que acabei encontrando nos meus últimos dias em Phi Phi! Uma praia mais tranquila, porém com muita festa e badalação! Mas nada de gente urinando e defecando nas praias, ou ainda traficando drogas de forma tão deliberal. Eu queria um pouco de lual e encontrei um mega-ultra evento comercial ao extremo, talvés seja um pouco do que você sentiu em Phi Phi! Cheguei preparado para uma coisa e no fim tive uma experiência completamente diferente.


Eu ainda acreditava que seria mais legal fazer um esqueminha parecido com o seu, em uma praia mais deserta e tranquila, mas como que faz né não?! você chega em uma ilha e só se fala de Full Moon, eu tive que conferir e me dei mal ;)


Grande abraço amigão e invejo a sua trip com muito prazer, obrigado pelo comment ;)

Anna Martinelli
18/09/2012 17:36

Oi Luiz!Cara, super te entendo nisso hein?


Taí um lugar que eu odiaria também. Já achei Bangkok um caos e nojenta, magina com um monte de turista bebado no meio dos tailandeses na praia!


Naaaaooo!


Se tem uma coisa que aprendi passando ano novo fora: a data é uma furada, sempre.


Sempre é esse caos, gente sem noção , sujeira... em qualquer lugar do mundo esse dia fica assim.


Agora tenho optado por Ano Novo mais na minha mesmo... e dormir cedo pra aprveitar a viagem no dia seguinte, é o melhor a se fazer. hehe


 


Beijos!


(em breve vamos postar na foll moon party também, o Fabinho tá na Tailândia, mas eu acho que ele curtiu... ai vai ser interessante ler os dois posts.)

Oiii!!! Que bom ver você por aqui! :D 


Não gostei muito da festa por conta justamente da bagunça que eles fazem! Colocam muito mais pessoas do que realmente a ilha suporta e não estão nem um pouco preocupados! Não existe consciência ecológica, só pensam nos lucros e isso me fez acreditar que meu tempo foi desperdiçado, pois precisei de 3 dias para conseguir visitar a festa nessa época do ano! Seria o prazo ideal para ir pra Koh Lipe, ou alguma outra ilha realmente paradisíaca e ainda conservada na Tailândia :D

-